Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marca d'Água

Apenas um olhar de Armindo Pereira Mendes

Marca d'Água

Apenas um olhar de Armindo Pereira Mendes

Que sonho aquele!

Fui voando, vendo tudo lá de cima

10.05.22 | Armindo Mendes | comentar
Naquela jornada ousei, levantei do ninho, batendo certas asas que não sabia possuir. Que voo aquele, fingindo de albatroz, a partir da Princesa do Tâmega, num dia quente de maio, mas temperado por aguaceiros! E lá fui guinando a estibordo e (...)

Sentir a brisa que refresca a alma

07.03.21 | Armindo Mendes | comentar
E há rios imensos de sonhos para contar, este ou outro qualquer, só há que abrir as asas e voar. Sem medos, deixar a caneta voar, voar, voar! É lindo olhar o mundo lá de cima, ficar tão leve e sentir a brisa que refresca a alma. Que (...)