Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Marca d'Água

Apenas um olhar de Armindo Pereira Mendes

Marca d'Água

Apenas um olhar de Armindo Pereira Mendes

07.10.21

Num mar ao avesso?

Armindo Mendes

mar salgado.jpg

Sentado numa rocha vejo a luz do meu mar

Estou ali, só, e vejo a minha pele descoberta

A água é sal que chega para a dor atiçar

A maresia de Norte com a alga partiu para parte incerta?

 

O Norte, como a estrela, diz-se, é o rumo ao polo certo

Mas como é o polo do Norte ou do Sul num mundo ao avesso?

O sol na linha do horizonte à espreita da Boa Esperança ou do deserto

A tempestade trará a bonança? É como eu, trovador, assim peço.

 

No meu mar vejo marujos e sereias envoltos em papoilas e malmequeres

No meu mar salgado vejo montanhas verdejantes pintadas de cerejeiras

No meu mar vejo rios, vejo os acasos serem fecundos para todos e quaisquer

No meu mar há corações sem sangrar para sorrirem nas floreiras.

 

Armindo Mendes