Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Marca d'Água

Apenas um olhar de Armindo Pereira Mendes

Marca d'Água

Apenas um olhar de Armindo Pereira Mendes

09.09.20

Há um lago imenso de anseios, de coisas por fazer

Armindo Mendes

Nuvens.jpg

Aquelas nuvens ali são de algodão!

São fofinhas, são, dizem os românticos, o afago para a dor dos enamorados...

Dos corações que clamam por um carinho, da cara-metade que conforte quem tão agreste momento suporta!

Elas, as senhoras nuvens são de compota de amoras brancas

Saboreia e parte até onde ousar o desejo.

Ao olhar para baixo percebe que a luz do dia é cristalina e ilumina os audazes!

Há um lago imenso de anseios, de coisas por fazer, de coisar por falar, num contrarrelógio cruel

São saltos para a incerteza dos medos, mas tão perto do prazer, num rebuliço de sensações, que se quer parar num tempo sem relógios!

E ficar ali a saborear até que a noite abrace o dia, num leito de morangos feitos safiras

Pare-se o tempo, feche-se a janela do mundo e, a sete chaves de chumbo, quedemo-nos num antro de lírios e margaridas, até a fadiga  adormecer em sonhos de poetas!