Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marca d'Água

Apenas um olhar de Armindo Pereira Mendes

Marca d'Água

Apenas um olhar de Armindo Pereira Mendes

30.09.13

Autárquicas 2013: noite de emoções fortes!

Armindo Mendes

No Tâmega e Sousa, viveu-se uma noite de emoções fortes, com mudanças autárquicas concretizadas em Amarante e Paços de Ferreira e “quase” mudanças em Paredes e Lousada.

Foi uma noite especial em que os corações de tanta gente bateram muito forte, sobretudo nos concelhos com votações mais apertadas.

Feitas as contas, houve explosões de alegria e lágrimas em Amarante e Paços, onde aconteceram as viragens.

Em Paredes, houve um terramoto, mas Celso Ferreira segurou-se no limite, por pouco mais de 70 votos. Contudo, em quatro anos, o PSD perdeu naquele concelho 11.000 votos!

O que se passou? O tempo responderá!

Em Paços, caiu, sem surpresa (?), o presidente dos Autarcas Sociais-Democratas (ASD), Pedro Pinto, “vítima” por ter um concelho onde a água custa muito dinheiro.

No resto da região, quase tudo na mesma, com o resultado de Baião a destacar-se.

Carneiro teve ali mais de 71%, a votação mais expressiva do distrito do Porto.

Também em Felgueiras, Inácio Ribeiro (PSD) alcançou um resultado histórico, com 58,3%, reforçando a maioria absoluta.

Em Celorico, Joaquim Mota e Silva, que tinha sido eleito há quatro anos pela primeira vez, alcançou agora um resultado extraordinário: quase 65%! O resultado mais expressivo do distrito de Braga.

Volvidas as eleições, cumpridas as regras, seja bem-vinda a alternância, catalisada agora pela lei da limitação dos mandatos.

Boa sorte aos estreantes e continuação de bom trabalho aos que viram renovado o seu mandato.

Desde 1993 que assisto a estas mudanças. Desde essas saudosas eleições, já todos os concelhos mudaram de presidentes de câmara!

E desta vez caíram os últimos “dinossauros”: Armindo Abreu, em Amarante, e Jorge Magalhães em Lousada, que estavam no poder desde 1995, o primeiro, e 1990, o segundo.

Os dois não se puderam recandidatar. O sucessor em Amarante, Dinis Mesquita, perdeu, mas o sucessor em Lousada, Pedro Machado, venceu.

É assim a democracia!

Uns saem, outros entram. Ideias novas, caras novas, quase sempre para bem dos munícipes. O povo é soberano.

Desta vez, na presidência, vão estrear-se Pedro Machado (PS), em Lousada, José Luís Gaspar (PSD) em Amarante, Humberto Brito (PS) em Paços de Ferreira e Antonino Sousa (PSD/CDS), em Penafiel. São todos ainda relativamente jovens e têm muito para dar aos seus concelhos.

Como jornalista na região há mais de duas décadas, desejo boa sorte a todos.

Vamos (continuar a) trabalhar todos juntos, no respeito escrupuloso das competências e atribuições de uns e de outros, para bem do Tâmega e Sousa!

 

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.